quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Passarinhada no Parque Central
( 30/05/2016)


  O mergulhão caçador ( Podylimbus podiceps) permanecia na área do primeiro lago se alimentando, como foi evidenciado também nas ultimas passarinhadas no local.


  O dia estava agradável e a temperatura estava amena, esses fatores contribuíram para que uma grande quantidade de aves fosse avistada neste dia, as fotos acima mostram alguns habitantes comuns de se encontrar no parque, seguindo a ordem de cima para baixo, temos o anu preto ( Crotophaga ani), o alma de gato ( Piaya cayanna), o sabiá laranjeira ( Turdus rufiventris), o curutié ( Certhiaxis cinnamommeus) e o bem te vi ( Pitangus sulphuratus), todos em sua busca ativa por alimento na área do parque.


  Com a frutificação do abacate, o sabiá poca ( Turdus amaurochalinus) se esbaldava, sendo uma das primeiras espécies deste ano a usufruir dos frutos desta arvore.


  Ao longo do dia, a temperatura foi aumentando, e as aves foram procurando locais mais frescos para ficarem, até mesmo a graça branca pequena ( Egretta thula), foi buscar lugares águas mais sombreadas, para poder caçar os peixinhos, dos quais se alimenta.


  Até o carcará ( Carcara plancus) que sempre passa voando alto, com o aumento da temperatura, resolveu pousar e se esconder na copa densa dos eucaliptos, para fugir do calor.


  Os frangos d água ( Galinulla galeata), estavam presentes em todos os lagos, em muitos individuos, alguns descansando, e outros em plena atividade, como na foto acima o individuo pegando material para a construção do ninho.


  Com o calor feito nos últimos dias, o nível da água dos lagos foi abaixando, formando pequenas prainhas de lama  no local, aves como o suiriri cavaleiro ( Machaetornis rixosa) e o joão de barro ( Furnarius ruffus), representados respectivamente nas fotos acima, procuravam incansavelmente  pequenos artrópodes presos na lama, para se alimentarem.


  Enquanto isso na grama curta, as aves que se alimentam de grãos caminhavam tranquilamente pelo gramado, procurando os espigões das gramíneas para se alimentar, como podemos ver nas fotos acima, representados o canário da terra ( Sicalis flaveola) e a pomba asa branca ( Patagioenas picazuro).


  O alegrinho ( Serpophaga cristata), continuava no local, sempre muito inquieto, pulava de galho em galho, vocalizando insistentemente, assim, conseguia demarcar o seu território no mesmo momento em que buscava por alimento.


  E finalizamos a passarinhada deste dia com o socozinho ( Buteorides striatus), que descansava tranquilamente sobre uma estrutura de concreto, proporcionando varias fotos da espécie.


































Nenhum comentário:

Postar um comentário